José Auriemo Neto – empresário de sucesso no mercado imobiliário brasileiro

José Auriemo Neto vem mantendo o legado da família JHSF a todo o vapor. Gosta de justificar o elevado desempenho de seu trabalho com a frase “Esse negócio é 10% inspiração e 90% transpiração”. Seguir este lema fez com que o empresário viesse a ser considerado o novo rei do mercado de luxo no Brasil.

Zeco, como é chamado pelos mais próximos, contribuiu fortemente com o crescimento financeiro da empresa através de empreendimentos ousados e pioneiros no país. Um dos maiores destaques da empresa é complexo imobiliário “multifunções” construído em São Paulo.

Com sua visão inovadora, José Auriemo Neto algumas vezes chegou a enxergar oportunidades onde ninguém mais viu. Em uma delas precisou convencer seu pai e presidente da JHSF Fabio Auriemo a investir em um terreno de 80.000m² localizado na Marginal Pinheiros, pois conseguiu ver naquele lugar um enorme potencial que o tornaria um dos maiores empreendimentos da incorporadora. E estava certo. O terreno passou a se chamar Parque Cidade Jardim e a abrigar um grande complexo composto por um shopping, quatro torres comerciais, nove residenciais e uma mista que acomoda apartamentos residenciais e um hotel do grupo Fasano.

Após assumir a presidência aos 27 anos, Zeco aproveitou oportunidades como investir na compra de ações da rede hoteleira Fasano e na abertura de capital da empresa.

Entre as diferentes cidades brasileiras que abrigam construções da empresa, Porto feliz foi contemplada com um dos empreendimentos classe AAA de José Auriemo Neto. Sua veia empreendedora fez com que o nome da JHSF fosse registrado no exterior, em uma área localizada em Punta del Este.

Apesar do foco empresarial ser o mercado de luxo, a JHSF também desenvolveu projetos para classes mais baixas, como o Shopping Metrô Santa Cruz (primeiro a ser integrado a estação de metrô), Metrô Tucuruvi e o condomínio Dona Catarina voltado para a classe média.

Zeco demonstra grande disposição para o trabalho. Em seu dia a dia, José Auriemo Neto, geralmente, trabalha das 8:15 as 21h, podendo estender sua jornada para sábados e domingos à procura de terrenos promissores para possíveis empreendimentos. Por não ser adepto a grandes badalações, em seu tempo livre, o que é raro devido a sua agenda, gosta de jogar golfe e principalmente ficar em casa com a família. Ainda como parte de sua rotina, sempre que possível visita pessoalmente os canteiros de obras para inspecionar a qualidade do trabalho realizado.

O mercado imobiliário sempre esteve muito presente na vida de José Auriemo Neto, principalmente por ouvir discussões sobre os negócios durante o jantar e acompanhar o pai em reuniões. Com o passar dos anos, o jovem passou a trabalhar na empresa atuando em diferentes áreas. Zeco afirma que nunca teve privilégios mesmo sendo filho do dono da empresa.

Diante de tanta experiência no setor imobiliário, Zeco conhece os bairros de São Paulo que estão em alta e está sempre em busca de novidades. Largou a faculdade no quarto ano de engenharia na Faap, pois diz nunca ter gostado de estudar, seu desejo era trabalhar.

 

Os países da América Latina que mais poluem a atmosfera

Em vigor há um ano, o Acordo de Paris já atravessou momentos difíceis durante esse período. Esse acordo que tem como objetivo a prevenção do aquecimento mundial, teve a saída dos Estados Unidos, que é um dos seus principais membros. De acordo com o que foi divulgado pela Nasa, o ano passado apresentou as maiores temperaturas já registradas no mundo.

Alguns países próximos aos Estados Unidos estão seguindo as agendas climáticas firmadas pelo acordo, como é o caso da Costa Rica e do México, declarou o diretor da NDC Partnership, Pablo Vieira, que é o responsável por assessorar os países que se comprometeram em diminuir as suas emissões de gases poluentes, no Acordo de Paris.

Esse acordo visa limitar o aumento das temperaturas globais em 1,5°C até o ano de 2100, mas para que isso aconteça é necessário diminuir de forma significativa, as quantidades de gases poluentes lançados na atmosfera terrestre.

Em todo o continente latino-americano, somente o Suriname e a Colômbia ainda não ratificaram  o Acordo de Paris.  O Brasil que é o maior emissor de gases poluentes da região, não está seguindo corretamente o caminho para diminuir a sua emissão de poluentes.

O México e o Brasil são os maiores poluidores da América Latina, que apresenta 10% de todas as emissões lançadas na atmosfera. Na lista global dos maiores emissores o México ocupa a nona posição e o Brasil a sétima posição.

O pesquisador da Universidade de Brasília, Eduardo Viola, declara que o Brasil está fazendo o caminho inverso para solucionar os problemas que causam as emissões de poluentes.

No Brasil é necessário acabar com o desmatamento, para que as emissões de CO2 na atmosfera possam diminuir, o que o país assumiu fazer em 2020. O índice de desmatamento está atualmente, cerca de 70% acima da meta que o país assumiu realizar no acordo, foi o que declarou o secretário-executivo do Observatório do Clima, Carlos Rittl. De acordo com o governo, o desmatamento no país teve uma queda de 16% nos últimos anos, mas essa diminuição não chega nem perto dos números alarmantes de desmatamento, que foram registrados no país nos últimos tempos.

Bradesco modifica suas lideranças. Luiz Carlos Trabuco Cappi ocupará duas funções

As lideranças do Bradesco vão passar por mudanças nos próximos meses. Inicialmente o presidente do conselho administrativo do banco, Lázaro de Mello Brandão, renunciou e o presidente executivo Luiz Carlos Trabuco Cappi ocupará as duas funções até a escolha de um substituto.

De acordo com as regras do banco, um executivo não pode ocupar dois cargos e uma nova eleição será feita para ocupar a vaga que será deixada por Trabuco. Desde 2009 ele está à frente da instituição, atualmente o segundo maior banco privado país. Quando for escolhido seu substituto, Trabuco ocupará apenas a vaga deixada por Brandão, que estava ocupando a cadeira há 27 anos.

O posicionamento de Luiz Carlos Trabuco Cappi

Segundo Luiz Carlos Trabuco Cappi o anúncio pode ser feito antes desse prazo. “A instituição tem condições de escolher dentro do atual quadro de executivos quem será o novo presidente,” ressaltou o banqueiro. Para ele, é importante “olhar para os desafios do futuro”, que são grandes por conta das inovações que o mundo tem passado constantemente.

A organização sempre deu prioridade para nomes do seu corpo diretor. “Somos um banco que privilegia a prata da casa,” disse Trabuco. O executivo esclarece que a instituição apresenta uma grande responsabilidade no país, daí a necessidade de se promover a continuidade de uma liderança interna, no que ele chama de “administração contínua e permanente”.

“Será um processo normal, rotineiro, respeitando os talentos que a casa tem,” disse o executivo, que completa afirmando que o conselho terá, provisoriamente um membro a menos, entretanto pode ampliar o número de integrantes em um futuro próximo.

Luiz Carlos Trabuco Cappi ingressou no Bradesco em 1969 e galgou um caminho longo até a presidência conquistada quase 50 anos depois. Formado pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de UNESP, o banqueiro passou por diferentes cargos e níveis hierárquicos como escriturário, presidente da Seguros e vice-presidente.

Seu maior feito à frente da corporação foi a aquisição da filial brasileira do HSBC em 2015. Na época o banco estrangeiro foi adquirido por US$ 5,2 bilhões, no que foi a maior transação daquele ano e uma das maiores da década no país.

Sobre a renúncia de Brandão

Lázaro Brandão afirmou que sua renúncia foi um ato pensado “Foi uma iniciativa minha”, diz. Para ele, o banco precisa de renovação, principalmente para encarar os desafios tecnológicos que estão por vir. Ele ressalta o papel do conselho e a capacidade de preencher “as necessidades e avanços impostos”.

Brandão iniciou sua carreira no banco em 1942, na época em que ainda se chamava Casa Bancária Almeida & Cia. No ano seguinte, a instituição financeira deu origem ao Banco Brasileiro de Descontos S.A., atual Bradesco.

Assim como Luiz Carlos Trabuco Cappi, ele teve que passar por todos os níveis hierárquicos e chegou à presidência em 1981, cargo que ocupou até 1989 e um ano depois assumiu a presidência do conselho de administração. Com a saída deste último posto, Brandão ocupará uma cadeira no conselho de empresas controladas pelo banco.

 

Estudo revela que o aumento da produção de cana-de-açúcar no Brasil pode diminuir a emissão de dióxido de carbono do planeta

Resultado de imagem para produção de cana-de-açúcar no Brasil \

Uma pesquisa divulgada na “Nature Climate Change”, concluiu que o aumento da produtividade de cana-de-açúcar no país que é transformada em etanol, pode ocasionar uma diminuição nos índices das emissões de dióxido de carbono no mundo, em cerca de 5,6%. Esse estudo teve Stephen P. Long como coordenador do projeto, da Universidade de Illinois (EUA), e contou com a ajuda de alguns pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP).

Amanda de Souza, que faz pós-doutorado na USP e que está fazendo um estágio nos Estados Unidos, na Universidade de Illinois, disse que a fabricação de etanol feita com a cana-de-açúcar, é mais apropriada do que a de etanol de milho, e emite somente 14% de dióxido de carbono do petróleo.

Os pesquisadores usaram padrões matemáticos para considerar o resultado da fabricação de etanol, que é usado como combustível. Eles acreditam que o aumento do cultivo de cana-de-açúcar no nosso país, deve ser realizado de maneira mais intensa, pegando extensas áreas do território nacional.

Três situações diferentes foram imaginadas pelos pesquisadores, simulando uma expansão no cultivo de cana-de-açúcar entre 37.5 e 116 milhões de hectares de terra, sendo que na maior extensão a redução de emissão de dióxido de carbono, ficaria em torno de 5,6%. De acordo com os cientistas, o país tem condições de prosseguir com esse projeto, já que ele é especialista no cultivo da cana-de-açúcar.

Amanda de Souza ainda explicou, que diferentemente dos Estados Unidos, o Brasil utiliza toda a planta da cana, extraindo o açúcar para usar na fabricação do etanol, e o caule é queimado para abastecer o moinho e produz energia.

Stephen P. Long declarou, que o cultivo da cana no Brasil é o mais moderno do planeta.

O Brasil também está mais adiantado em relação às questões mais sustentáveis  no cultivo da cana.  Os cientistas revelam que no estado de São Paulo foi proibida antes da colheita, a queimada da cana, conseguindo dessa forma evitar a emissão de poluentes no ar. Essa prática era usada para diminuir a quantidade que seria levada para o moinho, sendo que ela ainda é usada em alguns lugares, como no território americano.

 

Amazon estimula cidades a competirem por sua nova sede

Diversas cidades da América do Norte estão na disputa para receber a mais nova sede da empresa Amazon. Com uma promessa de gerar mais de 50 mil empregos, a empresa tem propostas de diversas cidades dos Estados Unidos e Canadá. Entre as cidades que estão na concorrência, os benefícios fiscais propostos é uma das vantagens que a empresa pode escolher.

As isenções fiscais chegam a US$ 7 bilhões para convencer a Amazon a construir a sua nova sede. A empresa foi fundada na cidade de Seattle, agora uma segunda sede está nos planos para um investimento de US$ 5 bilhões na futura região. Somente no ano que vem será divulgada a cidade escolhida.

Nos critérios da empresa é preciso que a cidade tenha mais de 1 milhão de habitantes, um aeroporto internacional, boa educação e um meio de transporte coletivo competente. Pacotes de realocação, incentivo como terreno e cortes de impostos são os benefícios procurados pela empresa.

Em setembro a Amazon divulgou os seus planos de investimento, progressivamente os governos locais se interessaram pelo impacto que a empresa poderá causar e se empenham para atrair empresas como essas.

De acordo com um comunicado oficial, o governador local da região de Newark, Nova Jersey, permitirá uma isenção de US$ 7 bilhões em impostos estaduais e municipais se a Amazon decidir se instalar na região e garantir a contratação de trabalhadores anunciada no plano inicial.

A cidade de Nova York não elaborou uma proposta tão atrativa quanto Nova Jersey, mas está em seus planos oferecer subsídios à empresa, de acordo com fontes oficiais.

A Califórnia também está entre as cidades candidatas e propõe incentivos fiscais de US$ 300 milhões durante vários anos, além disso, haverá benefícios extras conforme uma carta escrita pelo governador local ao presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos. No Canadá, a cidade de Toronto também está na disputa para ser o local da nova sede da Amazon.

São várias as cidades que demonstraram interesse em ter a mais nova sede da empresa. De acordo com a agência de investimentos Moody’s, Austin, no Texas, é a cidade mais bem preparada para receber a sede, por questões de custos de negócios, qualidade de vida, talentos disponíveis, entre outros aspectos.

 

Os encantos e mistérios do Egito, que é um país inesquecível

O Egito é um país conhecido pela sua arqueologia e pelos seus mistérios, impressionando todos os seus visitantes com as suas fascinantes histórias, o seu famoso rio Nilo e os seus fantásticos monumentos.

Começando a viagem pela cidade do Cairo, que abriga um dos mais surpreendentes museus do mundo, cheio de sarcófagos, múmias, esculturas e diversas outras verdadeiras joias culturais, são partes integrantes do acervo do Museu do Cairo.

Essa cidade apresenta um trânsito caótico, é movimentada e barulhenta, mas ela também é encantadora. Perto do seu centro está a região plana de Gizé, onde ficam as famosas pirâmides de Quéfren, Quéops e Miquerinos e também a conhecida esfinge.

Seguindo pelo rio Nilo, podemos encontrar cidades como a de Edfu, que possui o majestoso templo de Hórus, que é o mais bem conservado da época do Antigo Egito; as construções gêmeas de Kom Ombo; os conjuntos religiosos impressionantes de Luxor, como o de Karnak e o inesquecível  Vale dos Reis,  onde são encontradas as tumbas dos faraós Tutâncamon e de Ramsés II. Seguindo para o sul, fica a encantadora cidade de Aswan, que fica perto de uma barragem bem próxima de Nasser. Esse local é perfeito para descobrir as ruínas de Abu Simbel, já bem próximas da divisa com o Sudão, e sem deixar de conhecer a Ilha Philae, onde é encontrado o templo ptolomaico de Ísis, local onde os últimos hieróglifos foram registrados. Na região também é possível fazer um passeio de felucca, que são barcos com velas triangulares e que navegam pelo rio Nilo. É importante também conhecer os milenares sukhs, que são mercados de caravanas.

Na região Oeste do Egito, fica o oásis de Siwa, que é o local em que Alexandre, o Grande, foi declarado faraó. Ele acabou fundando a cidade de Alexandria na foz do rio Nilo, já situada no mar Mediterrâneo.

Outro local que deve ser visitado no Egito é o Mar Vermelho, que é um dos melhores locais de mergulho do mundo, mas as suas lindas águas azuladas e a sua rica biodiversidade, estão ficando seriamente comprometidas, devido ao turismo em massa e pela poluição.

A gastronomia da região é nutritiva e não é cara, onde são encontrados os tradicionais pratos como a esfiha, kafta, falafel e saladas.

Outlet da incorporadora JHSF ganha duas lojas novas no mês de outubro

Resultado de imagem para CATARINA FASHION MALL

Em outubro, o Catarina Fashion Outlet, que pertence a incorporadora JHSF, ganhou duas lojas novas de grande renome. A primeira inauguração foi da loja da Samsonite, que é uma das marcas mais famosas dos Estados Unidos em bagagens e demais artigos para viagem, e a segunda foi a loja da Pandora, importante joalheria dinamarquesa.

Com mais de cem anos desde que foi criada, a Samsonite é uma grande referência entre artigos de viagem, e por essa razão, ganhou uma loja ampla e espaçosa com cerca de 70 metros quadrados. Para a sua nova filial no Catarina Fashion Outlet da JHSF, a marca selecionou diversos artigos exclusivos, que não são vendidos em nenhum outro local do país. Como exemplo disso, está a linha de produtos American Tourister, que é focada no público mais jovem e por isso é composta por artigos com cores vivas e estampas divertidas.

Desde que foi criada, a Samsonite sempre apostou em levar tecnologias de última geração ao processo de fabricação dos seus produtos, para torná-los mais modernos e funcionais. Nos dias de hoje, isso significa utilizar materiais bem leves e de alta resistência, para assim aumentar a vida útil dos produtos e fazer com que seja mais fácil de carregá-los.

A joalheria Pandora, por sua vez, foi criada em 1982 e está presente em quase cem países ao redor do globo. Na última década, a marca se tornou uma das maiores do planeta nesse mercado devido as suas pulseiras e berloques personalizáveis, que se tornaram um ícone entre mulheres de todas as idades. Em sua nova filial no Catarina Fashion Outlet, a Pandora abriu um moderno quiosque que está situado próximo ao grande espelho d’água do outlet, no qual estão sendo vendidas joias de várias coleções.

O Catarina Fashion Outlet encontra-se no km 60 da Castelo Branco, e possui cerca de 100 lojas de marcas renomadas em diversos setores, incluindo lojas especializadas em moda masculina, feminina, produtos eletrônicos, artigos esportivos, decorativos e ainda uma grande praça de alimentação. No local, é possível encontrar grifes como Guess, Carolina Herrera, Adidas, Tory Burch, Giorgio Armani, Hugo Boss, Carmen Steffens, Ermenegildo Zegna, Montblanc e várias outras.

Esse importante centro de compras da incorporadora JHSF foi inaugurado no mês de outubro de 2014, com o objetivo de levar ao público um shopping em formato diferenciado, que mantém promoções e preços atrativos o ano inteiro. Além disso, o Catarina Fashion Outlet também está sempre promovendo eventos culturais, como feiras, exposições e espetáculos interessantes para toda a família.

Fundada em 1972, na cidade de São Paulo, a JHSF inicialmente atuou na área da construção, até finalmente mudar seu foco para a incorporação. Desde então, a empresa já participou de projetos que totalizam cerca de seis milhões de metros quadrados em estabelecimentos voltados para a incorporação de alta renda, em cidades do Brasil e do Uruguai.

Nesse mercado de luxo, um dos projetos de maior destaque da JHSF foi o reconhecido Parque Cidade Jardim, um empreendimento multifunções voltado ao público de alta renda, inaugurado em 2006.

 

Viajar para a Copa na Rússia exige planejamento

A próxima Copa do Mundo de Futebol será na Rússia, entre 14 de junho e 15 de julho de 2018. O país progressivamente recebe mais turistas. Quem for para a Copa precisará de um planejamento essencial.

Para entrar no país, brasileiros não são obrigados a terem visto. É necessário ter seis meses de validade no passaporte até a data de saída. Para quem vai ficar até 90 dias, não é preciso de visto, mas quem tem passaporte europeu precisará dessa autorização. Se o visitante tiver ingressos para os jogos a sua entrada será mais acessível por meio da Fan ID (Identidade do Fã), obrigatório para entrada às arenas.

No momento de passar na imigração, os agentes poderão solicitar uma comprovação da passagem de volta. Quem permanecer por mais de sete dias, precisará fazer o registro migratório, qualquer pessoa que se hospede em um hotel ou albergue poderá ter o documento rapidamente. Caso o viajante tenha alugado um apartamento, quem fica encarregado do registro é o proprietário. Não é comum que o agente de imigração peça os documentos citados, no entanto, caso eles sejam pedidos e não forem apresentados, uma multa poderá ser aplicada e uma advertência, trazendo um pouco mais de complicação em uma entrada no futuro.

Depois de entrar tranquilamente no país, o próximo passo será se adaptar à moeda, o Rublo, a única aceita nas compras. Quem tentar trocar reais na Rússia poderá perder muito tempo e ainda assim não encontrar um local que faça esse câmbio, por isso é melhor levar dólares ou euros. As casas de câmbio cobram uma taxa, no entanto, podem atrair alguém desavisado com boas cotações, mas depois de receber o dinheiro o turista perceberá que recebeu menos que imaginava, por isso é mais recomendável fazer a troca em bancos, pois não cobram taxas.

Usar um conversor ajudará a ter uma noção melhor do valor a ser recebido. Um combo no McDonald’s custa 300 Rublos, equivalente a R$ 16,00, uma garrafa de cerveja, vale 70 rublos, R$ 3,80 em um supermercado. Quem for para o estádio, é melhor ir com o cartão da bandeira Visa, somente ele será aceito pois a marca está em uma parceria com a Fifa.